Acusado de matar a ex-mulher com 45 facadas em Mossoró senta no banco dos réus e recebe condenação de 31 anos de prisão

Fredson Daizio de Freitas Silva, de 26 anos, foi julgado pelo Tribunal do Juri Popular de Mossoró, nesta quarta-feira, 11 de setembro de 2019 e condenado a pena de 31 anos e 2 meses de prisão, pelo crime de feminicídio contra sua ex-companheira Paula Cristina Souza Dantas. O crime ocorreu no dia 12 de novembro de 2018, por volta das 23h00min na Rua Pedro Rodrigues da Silva no Bairro Belo Horizonte em Mossoró RN.

A vítima estava grávida de quatro meses e foi morta, com cerca de 45 facadas pelo corpo. Segundo o laudo necroscópico do ITEP, as lesões provocaram o aborto da criança. De acordo com a perícia, o acusado após o assassinato modificou a cena do crime, deixando transparecer que sua ex-companheira teria se matado usando uma faca peixeira.

O acusado ainda chegou a colocar a faca na mão da vítima, tentando de certa forma enganar a perícia criminal, mas logo foi desmascarado. Por não ter advogado, Fredson Daizio foi defendido por um defensor público. Na acusação atuou o promotor de justiça Ítalo Moreira Martins.
Fonte: Fim da Linha

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo