Homem preso acusado de homicídio em Assú diz que atirou e matou o primo sem querer


Fonte: Fim da Linha - A Polícia chegou até o assassino porque ele, após matar a vítima, rompeu o lacre da tornozeleira eletrônico e a jogou nas proximidades onde ocorreu o crime e que foi encontrada pelos policiais militares, o que possibilitou a identidade do homicida. Após ser preso nesta quinta-feira (22), Wítalo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Assu e apresentado ao delegado Paulo Pereira Júnior.

Em entrevista concedida ao blog Assu Notícia, Wítalo Evaristo, confessou o crime e disse que matou seu primo sem querer. "Foi uma brincadeira disse. Fomos fumar maconha em uma praça, retirei as balas do meu revólver e apontei a arma para ele, para lhe fazer um susto, mas infelizmente ficou uma munição no tambor e eu não percebi. Quando apertei o gatilho o revolver disparou e atingiu a cabeça dele."

Renderson ainda chegou a ser socorrido para a UPA do bairro Alto São Francisco, mas não resistiu e morreu a caminho da unidade de saúde. Wítalo Evaristo foi autuado em flagrante por homicídio (artigo 121) e por dano ao patrimônio público por ter danificado a tornozeleira eletrônica e depois dos procedimentos encaminhado ao sistema prisional onde ficará a disposição da justiça.

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo