Motorista de aplicativo que atropelou e matou empresário da Rede 10 deverá ser denunciado pelo MPRN

O motorista de aplicativo que atropelou e matou o empresário da Rede 10 de Supermercados, Lais Nunes de Carvalho, que tinha 44 anos, deverá ser denunciado pelo Ministério.

É que nesta segunda feira 08 de fevereiro, sete meses depois do acidente, ocorreu a audiência na justiça sobre o caso, onde o Ministério Público, propôs ao atropelador, um acordo de pagamento de salários mínimos, em troca de não oferecer denúncia contra ele.

No entanto houve recusa por parte do indiciado e seus advogados e diante da situação, o Ministério Público do Rio Grande do Norte, tem a intenção de oferecer denúncia junto à justiça.

O empresário Lais Nunes foi atropelado e morto enquanto pedalava sua bicicleta pelo acostamento da BR 304 na altura do Bairro Sumaré em Mossoró, fato ocorrido no dia 19 de julho de 2020. (Relembre o caso AQUI)

De acordo com a perícia particular encomendada pela família do empresário, o motorista atropelador desenvolvia alta velocidade e teria invadido o acostamento da via, para livrar um radar e não ser multado, mas acabou ceifando a vida de Lais Nunes, que morreu na hora.

Familiares de Lais Nunes também participaram da audiência no MPRN e ficaram satisfeitos por não ter sido firmado acordo. A família luta para que a denúncia apresentada pelo MP seja de homicídio doloso eventual ( quando a pessoa assume o risco de matar).

Durante a audiência, amigos e familiares do empresário morto, realizaram uma manifestação em frente a sede do Ministério Público,, pedindo por justiça, para o culpado. A maior revolta da família é que o empresário perdeu a vida e o causador do acidente nunca foi preso.
Fonte: Fim da Linha

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo