“Olhar com igualdade a todos foi minha maior obra”, lembra o ex-prefeito de Campo Grande, Bibi de Nenca

 “Olhar com igualdade a todos de Campo Grande foi a minha maior obra”, diz o ex-prefeito Francisco das Chagas Eufrasio Vieira de Melo, conhecido por Bibi de Nenca, do MDB, que é pré-candidato a prefeito nas próximas eleições, em entrevista ao Portal MOSSORÓ HOJE.

Bibi de Nenca foi entrevistado no quadro CONHECENDO OS PRÉ-CANDIDATOS desta quarta-feira, dia 19. Ele contou como o filho de uma ASG (perdeu o pai ainda muito criança) saiu de Campo Grande em 1973 para estudar, em Natal, e voltou para graduado em engenheiro.

Assista entrevista na ÍNTEGRA.

“Foco, Cézar Alves. Foco e determinação. Sempre fui muito focado no que faço”, revela Bibi de Nenca. Quando me chamam só de Bibi, eu lembro para acrescentar Nenca, minha mãe, meu braço, meu exemplo, a base de tudo em minha vida”, acrescenta.

Depois que embarcou para Natal, aos 15 anos, Bibi disse que ingressou no antigo IF. Concluiu o curso técnico. Depois fez o vestibular para o curso de engenharia elétrica na UFRN e foi aprovado. “Fiquei uns dez minutos abraçado e chorando com minha mãe”, diz.

“A educação é a base de tudo. Isto foi ensinado pela minha mãe. Mas a formação educacional dentro de casa é infalível. Você pode ter a melhor universidade do mundo, mas se você não tiver a formação moral e ética de dentro de casa, você não chega lá”, ensina.

Disse que quando estudava no IF, morava na casa do estudante e nem sempre tinha as refeições e havia um conhecido do pai dele, que morava perto, que não o deixava passar fome. “Quando eu batia no portão da casa dele, ele já sabia que era por comida”, lembra.

Na UFRN, Bibi de Nenca disse que viveu no céu. Tinha dormitório bom, comida farta, tinha local bom para estudar. Logo conseguiu estágio e já começou a se virar sozinho. Mas o foco nos estudos continuou, a maior prova disto é que tirou em primeiro lugar na turma.

O ingresso na Cosern foi natural. Trabalhou em tempo em Natal e depois veio para Mossoró. Casou-se com a conterrânea Amálía (hoje empresária), com que tem três filhos: a advogada Juliana, a médica Júlia (Albert Einstein – SP) e o jovem Júlio Chagas.

Quando a Cosern foi privatizada no Governo Garibaldi Alves Filho, Bibi de Nenca optou em sair da companhia. Fundou uma empresa em sociedade com alguns amigos. Cerca de dez anos depois, o tio Raimundo do Bode o convocou para disputar a Prefeitura de Campo Grande.

A escolha do líder político é porque Bibi de Nenca vez e outra, nas campanhas, mesmo sem ser filiado, discursava nos palanques, e aquilo foi chamando atenção da população. Não tinha rejeição. Terminou sendo eleito e governou Campo Grande de 2009 a 2006.

“Olhar com igualdade a todos de Campo Grande foi a minha maior obra”, diz

Quando concluiu o segundo mandato, Bibi de Nenca tinha organizado a gestão municipal em Campo Grande de tal maneira, que, mesmo diante da crise financeira e política nacional, entregou a Prefeitura com salários em dia, com todas as certidões e sem responder qualquer processo de improbidade administrativa. “Eu dei minha contribuição”, explica.

Bibi de Nenca, com 58 anos, passou a cuidar da saúde. Estava determinado em não mais disputar cargo eletivo. Entretanto, começou a perceber a descontinuidade das obras, a desatenção da gestão atual com a gestão pública e decidiu ser pré-candidato.

“Estamos conversando com o Avant, PSC e com o PT, o qual esteve comigo na gestão de 2009 a 2012. A ideia central é recolocar a cidade nos trilhos, atendendo a todos, com respeito”, diz Bibi de Nenca, lembrando que sua campanha será limpa e honesta.

PARA PARTICIPAR DO QUADRO

Caso o pré-candidato queira participar do quadro Conhecendo os Pré-candidatos, do Portal MOSSORÓ HOJE, pode entrar em contato com 84 99948 9337, para agendar o dia.

Fonte: Mossoró Hoje

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo