Inquérito que investiga o assassinato do motorista de aplicativo é instaurando na Delegacia de Furto e Roubos

A Morte do motorista de aplicativo Alex Moura de Oliveira, de 30 anos de idade, raptado de sua casa no Conjunto Odete Rosado, na madrugada do dia 15 desse mês e encontrado morto na região de Passagem de Pedras,na zona rural de Mossoró, vai ser investigada pela Delegacia de Furtos e Roubos (DEFUR)

O inquérito foi instaurando esta semana, e segundo o delegado André Albuquerque, a princípio o crime será investigado como latrocínio (roubo seguido de morte). O delegado explicou que a investigação será na sua delegacia porque supostamente ocorreu roubo na residência da vítima. A Polícia Civil recebeu informações que foram levados além do carro outros objetos da vítima.

Ainda de acordo com o Dr. André, se durante as investigações ocorrerem fatos novos e que seja constatado que não houve latrocínio e sim uma execução, o inquérito será direcionado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). " Por enquanto estamos tratando o caso como latrocínio, disse o delegado André Albuquerque.

ITEP NATAL

O corpo de Alex Moura de Oliveira foi encaminhado ao setor de Antropologia Forense do ITEP em Natal, para exames complementares. O objetivo é descobrir os instrumentos causadores da morte dele, até o momento não identificados. A perícia em Mossoró, constatou apenas que houve lesão forte na cabeça, que pode ter sido provocada por instrumento contundente (Pauladas ou pedradas).

Algumas perfurações foram encontradas no corpo do motorista de aplicativo, mas não há ainda comprovação se elas foram provocadas por arma de fogo ou por ação de animais. Somente com os exames é que serão definidas as causas da morte de Alex Moura.

Fonte: Fim da Linha

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo