Caso Karol: Motorista suspeito de matar adolescente do RN é preso no estado de Pernambuco

A Polícia Civil da Paraíba com apoio da Polícia Rodoviária Federal prendeu na noite de sábado, 31 de Agosto, o principal suspeito de matar a adolescente potiguar Karolina Oliveira Gomes de 16 anos de idade.

O motorista de um caminhão baú flagrado por câmeras de segurança conversando com Karol, antes do seu desaparecimento, foi detido no município de Custódia, na BR-232, Sertão de Pernambuco. O delegado explicou que o nome do suspeito e informações completas sobre a investigação serão repassadas em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira 2 de setembro, na Central de Polícia Civil de João Pessoa (PB).

Karolina Oliveira, 16 anos, saiu de casa no bairro Sapucaia, em Goianinha, Região Metropolitana de Natal (RN), na noite do dia 5 de agosto para ir até uma Lan house imprimir um trabalho da escola e não voltou mais para a sua residência. A polícia encontrou, dias depois, o corpo da garota que estava despido e com marcas de facadas, em um canavial no município de Mamanguape (PB), na rodovia que dá acesso à cidade de Capim. Perfurações no tórax e pescoço. Lesões pulmonares, cardíacas e vasculares. Essa descrição faz parte da causa da morte registrada no atestado de óbito da adolescente.

O motorista de um caminhão baú foi filmado por câmeras de vigilância de estabelecimentos comerciais às margens da BR-101, em Goianinha, na noite em que Karol desapareceu. Imagens captadas mostraram o suspeito conversando com a adolescente. Desde então, esse homem flagrado pelas câmeras era procurado pela polícia.

Na quinta-feira (29), dois homens foram presos em Recife (PE) com o aparelho celular da vítima. A Polícia Civil da Paraíba, em conjunto com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do Recife (PE), cumpriu os mandados de prisão temporária da Comarca de Mamanguape contra Carlos Henrique Carvalho Batista e Luciano Rodrigues da Silva. Eles negaram participação no crime, mas disseram de quem tinham recebido o celular.

Com base nessa informação a polícia seguiu em busca da pessoa que teria supostamente repassado o aparelho e acabou chegando ao suspeito preso no sábado. Ele nega as acusações, mas se contradiz em algumas respostas. A polícia da Paraíba acredita que o suspeito seja realmente o responsável pela morte da garota.
Fonte: OP9

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo