População de Campo Grande e cidades vizinhas sofrem com falta de água há meses

Sem chover a mais de meses, Campo Grande e cidades vizinhas sofrem com a falta de abastecimento de Água nos municípios.

Segundo a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), o número de cidades sem nenhum tipo de fornecimento regular de água aumentou em consequência da estiagem prolongada, a mais severa da história do estado.

Os municípios que entraram em colapso foram: Paraú, Triunfo Potiguar, Campo Grande, Janduís, Messias Targino e Patu, todos atendidos pela Adutora Arnóbio Abreu, na região Oeste. Já estavam sem abastecimento: Almino Afonso, Antônio Martins, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, João Dias, Luís Gomes, Marcelino Vieira, Martins, Paraná, Pilões, Rafael Fernandes, São Miguel, Serrinha dos Pintos e Tenente Ananias.

Ao todo, 153 municípios potiguares estão em situação de emergência por causa da falta d'água.

Para complicar ainda mais a situação das famílias no interior do estado, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, localizada na região do Vale do Açu, mais precisamente no município de Itajá, está com o menor volume de água que alcançou nos últimos 20 anos. O nível da barragem chegou a 18,90%, o que corresponde a 453.480.867 metros cúbicos. O reservatório é responsável pelo abastecimento de 34 cidades da região e tem capacidade de 2,4 bilhões de metros cúbicos. A última medição foi feita no dia 15 de setembro, o que mostra que novos municípios podem entrar em colapso nos próximos dias.

A falta d’água causa aflição para as donas de casa, para comerciantes e para toda cidade. São inúmeras as reclamações da população, que sem o mínimo de satisfação sofre ao forte calor e procura desesperadamente uma saída para o problema.

Deixamos aqui nosso espaço aberto para possíveis esclarecimento da CAERN sobre o racionamento e a falta de água em Campo Grande e cidades vizinhas.

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo