Sequestrador de Popó Porcino que estava foragido é preso em Alagoas

Paulo Vitor foi preso em Alagoas e segundo a polícia lical, planejava assaltos a banco na região - (Foto: Divulgação/Polícia/Alagoas)

Foram apresentados à imprensa alagoana na manhã desta segunda-feira (22), destalhes da prisão de três homens membros de quadrilha especializada em sequestros e roubo de banco, sendo um deles, o foragido, Paulo Vitor Lopes Monteiro. Ele participou do sequestro do empresário mossoroense, Porcino Fernandes da Costa Segundo, o Porcino Júnior, crime ocorreu em 2012.

A Polícia do Estado do Ceará, procurava por Paulo Vitor, desde sua fuga da Casa de Privação Provisória da Liberdade Agente Luciano Andrade Lima, a CPPL 1, no Município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, em abril deste ano.

Junto com ele, na semana passada, precisamente na quinta-feira (18), foram presos na rodovia BR-104, entre os municípios de Ibategurara e São José da Laje, José Dorgival Pereira e José Gilson Correia Melo, este detido no dia seguinte, no Benedito Bentes, em Maceió. Com os suspeitos foram encontrados materiais geralmente utilizados para roubar bancos, como armamentos, pé de cabra e balaclava.

O Paulo Vitor, foi condenado, em 6 de junho deste ano, a 60 anos de prisão pela morte do vereador Amarílio Pequeno da Silva e do policial civil aposentado, José Alves Bezerra. O duplo assassinato ocorreu na noite de 20 de setembro de 2011, em plena praça pública (Praça do Giradouro), na cidade de Juazeiro do Norte, no Cariri (a 528Km de Fortaleza). Na época, o vereador ocupava o cargo de secretário de Governo de Juazeiro.

O sequestro de Popó Porcino durou 37 dias, sendo considerado o mais longo já registrado no Rio Grande do Norte.

Os presos estavam com documentação falsa. Eles foram encaminhados para o sistema penitenciário local.

Fonte; Blog do Sidney Silva

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo