Campo Grande não tem Centro COVID-19 por falta de adesão ao programa pela antiga gestão

Por omissão da gestão anterior, Campo Grande é a única cidade da região que não vem recebendo recursos do governo Federal para o combate ao COVID-19.

Na live ocorrida nesta sexta-feira (14), o Prefeito Bibi de Nenca expôs a população que campo Grande é a única cidade da região que não recebeu recursos específicos para combater a pandemia do COVID-19 neste ano de 2021.

Conforme podemos apurar, tal fato se deve a omissão da gestão passada que tinha até o dia 31 de dezembro de 2020 para fazer a adesão ao Centro de Referência COVID-19 e assim garantir cerca de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) mensais para aplicação nas ações de combate a pandemia.

Municípios vizinhos como Triunfo Potiguar, Paraú ,Caraúbas, Janduis e Upanema aderiram ao Centro de Referência Covid-19 e tem recebido recursos mensalmente, diferente do que vem acontecendo em Campo Grande, onde todos os investimentos em ações de combate ao vírus tem sido feito com recursos próprios, prejudicando as atividades das demais secretarias da gestão.

Em contao com o Prefeito Bibi de Nenca, o mesmo demonstou indignação e disse ser inadimissível omissões como essas, onde a antiga gestão se omitiu em fazer um simples cadastro e prejudicou toda população com a perda de recursos consideráveis que seriam aplicados diretamente na saúde e no combate ao COVID-19.

Segundo o Prefeito tais recursos garantiriam a contratação de uma equipe exclusiva para atendimentos de pessoas com COVID-19, além de ampliar várias outras ações que já vem sendo feitas sem receber auxílios dos governos.

Em consulta a ferramenta criada pelo Ministério Público para acompanhamento dos gastos no combate a pandemia, o blog verificou que dos recrusos específicos do COVID destinados ao Munício de Campo Grande no ano de 2020, a gestão anterior informou ter gasto R$ 895.400,00 (oitocentos e noventa e cinco mil e quatrocentos reais).

Tal informação também foi divulgada pelo atual prefeito em sua live, onde ele relatou que desde a transição de governo vem solicitando a prestação de contas destes recursos, porém nunca lhe foi enviada. Após a divulgação dessa informação vários leitores entraram em contato com o blog questionando em que teria sido aplicado esse montante, já que no ano passado sequer existia uma ala COVID-19, muito menos um médico exclusivo para o atendimento de pessoas infectadas.

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo