Acusados de planejar morte do radialista F. Gomes no ano de 2010 em Caicó RN são condenados a 14 anos de prisão

Gilson e Laildo condenados (Foto Inter TV Cabugi)

Os acusados de planejar o assassinato do radialista Francisco Gomes de Medeiros, "F. Gomes", crime ocorrido em outubro de 2010, na cidade de Caicó, onde a vítima morava, foram a julgamento popular, nesta terça feira 17 de abril de 2019, quase nove anos depois do c rime.

Gilson Neudo Soares do Amaral, ex-pastor evangélico e o comerciante Lailson Lopes, o ‘Gordo da Rodoviária, foram julgados no Fórum Desembargador Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, Zona Sul de Natal, depois de quatro adiamentos.

Os réus foram condenados a 14 anos de prisão cada um, por homicídio duplamento qualificado. O comerciante conseguiu na justiça o direito de recorrer da setença em liberdade. Já o Gilson, vai permanecer preso em regime fechado.
F. Gomes na época tinha 46 anos, trabalhava na rádio Caicó AM e foi assassinado na noite de 18 de outubro de 2010, com três tiros de revólver na calçada de casa, na rua Professor Viana, no bairro Paraíba em Caicó RN. Para o Ministério Público, os acusados de matarem F. Gomes fazem parte de um 'consórcio' de pessoas que se uniram com um propósito: eliminar o comunicador.

Inicialmente, foram denunciados o mototaxista João Francisco dos Santos, mais conhecido como 'Dão', o comerciante Lailson Lopes, o ex-pastor Gilson Neudo, o advogado Rivaldo Dantas de Farias, o tenente-coronel da PM Marcos Antônio de Jesus Moreira e o soldado da PM Evandro Medeiros. Estes dois últimos não foram pronunciados e, consequentemente, acabaram excluídos do processo.

Rivaldo Dantas

Também denunciado como mandante do crime, o advogado Rivaldo Dantas de Farias foi igualmente sentenciado a ir para o banco dos réus, mas aguarda em liberdade a Justiça definir uma data para o júri popular.

Dão

O mototaxista João Francisco dos Santos, mais conhecido como 'Dão', admitiu ter puxado o gatilho. Como autor material do crime, ele foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado. O julgamento aconteceu no dia 6 de agosto de 2013. A defesa dele recorreu da decisão e o Tribunal de Justiça reduziu a pena para 21 anos.

Fonte: G1RN

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo