Ex-prefeita deixou rombo superior a R$ 1,8 milhão em Janduís, que tem 5,3 mil habitantes

O município de Janduís tem 5.386 habitantes (estimativa do IBGE para 2017). Sobrevive da agricultura de subsistência e da pecuária. A atual administração está enfrentando sérias dificuldades para administrar a cidade, mas não em função da fragilidade da cadeia produtiva e sim em função da gestão desastrada da administração que encerrou no final de 2016.

A gestão atual aponta um rombo nas contas da Prefeitura de Janduís R$ 1,8 milhão, deixado pela gestão da ex-prefeita Lígia Félix (PSDB), que atualmente ocupa um cargo comissionado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte como motorista.

No levantamento realizado pela equipe do prefeito atual, José Bezerra, do PSOL, através de notas ficais de serviços prestados por empresas ao município, notificações extrajudiciais, setor de RH, Receita Federal, a dívida deixada é de R$ 1.888.836,45.

Os débitos (configura crime de responsabilidades da ex gestora), a prefeitura deixou de fazer investimentos em áreas prioritárias; como saúde e educação, em 2017, segundo informa a Assessoria do atual prefeito José Bezerra, que está informando os fatos descobertos ao Ministério Público Estadual e as autoridades dos tribunais de contas.

O prefeito José Bezerra descobriu os débitos, aos poucos, durante o ano de 2017. Os cobradores iam aparecendo e outros acionando a Justiça. A equipe de transição do governo Lígia Félix escondeu estes dados da equipe de transição da gestão José Bezerra.

Na soma de todos os débitos levantados em 2016, só foi apresentado/empenhado pela gestão anterior, no balanço geral, o montante de R$ 363.671,40, ou seja, mais de R$ 1,5 milhão em dívidas surgiram durante o ano de 2017, de surpresa para a gestão atual.

Os maiores débitos deixados e que não foram empenhados e nem comunicados a equipe de transição no final da gestão Lígia Félix foram com as empresas RV TURISMO - R$ 61.900,00; R.C. SILVA EPP - R$ 30.922,00 e Antônio Baixinho - R$ 35.000,00.

Outro crime igualmente grave foi o fato da ex gestora Ligia Félix descontar dos salários dos servidores os valores referentes a empréstimos consignados feitos nos bancos e não repassar os valores as instituições bancárias.  São dezenas de servidores que agora estão com problemas sérios com a Receita Federal.

Da dívida, a gestão de José Bezerra pagou o valor de R$ 1.319.722,00 em 2017. O atual prefeito José Bezerra disse que se não pagasse estes valores, não tinha como colocar a máquina administrativa para funcionar.

E, ao pagar as dívidas da gestão passada, ficou sem recursos para investir em melhorias da estrutura do município, que pelo tamanho (menos de seis mil habitantes) e os recusos (FPM) que recebe do Governo Federal enfrentou e ainda vai enfrentar sérias dificuldades administrativa.

Nota

O Espaço fica aberto para o caso da ex gestora querer esclarecer os dados apresentados pela atual administração de Janduís.

Fonte: Mossoró Hoje

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo