Depois de 55 anos, irmãs reencontram irmão, Seu Otávio, o goleiro "gato" de Janduís



Um momento inesquecível marcou o Natal da família de Otávio, de 88 anos, neste fim de semana. Depois de 55 anos longe e sem se comunicar, filhos e sobrinhas conseguem, através da Internet e de uma radio FM Milagres/CE, fazer o reencontro de Otávio com as irmãs, sobrinhos e sobrinhas.

Otávio Pedro dos Santos, hoje com 88 anos, nasceu na cidade de Milagres/CE e cresceu juntos com seus irmãos (ele e mais 5 irmãos) e, logo cedo, ajudava seus pais na agricultura, mas o futebol sempre lhe facinava. Foi aos 15 anos que Seu Otávio começou a jogar como goleiro no time do Crato e seu bom desempenho no gol, lhe rendeu o título de goleiro "gato", por fazer defesas difíceis.

A fama de Seu Otávio era grande e sempre era convocado para jogar nos melhores times. Um certo dia, Seu Otávio, que jogava pelo Crato (do Ceará) jogava uma partida pelo Crato e na torcida tinha um empresário de Janduis apaixonado por futebol e que precisava contratar um goleiro para sua equipe, ao ver o desempenho em campo de Otávio, Zé Pequeno, procurava saber o endereço do craque e ao chegar na casa de Seu Otávio, o convidou para defender o time de Janduís. Depois de pedir orientação da mãe, em 1955, Seu Otávio partiu para Janduís, construiu familia, casou-se com dona Tereza, e se tornou pai de cinco filhos e, por aqui ficou até os dias de hoje.

O atleta Otávio marcou sua história no futebol regional sendo um dos melhores goleiros da sua época e por vários times que passou, ganhou dinheiro e fama de bom goleiro "eu fazia grandes defesas", lembra o goleiro "gato", torcedor fanático do Flamengo, único time que torce.

Por todo esse tempo, sem dá (e nem) receber noticias, os familiares de Seu Otávio, achavam até que o goleiro "gato" estaria morto, mas o reencontro só foi possível depois da iniciativa de uma das filhas, Maiza e contou com o apoio de uma das sobrinhas (Mayara) para usar as redes sociais e tentar localiza os parentes.

Foi utilizando as redes sociais que Mayara conseguiu o contato de uma evangélica por nome de Cristiane Rodrigues lá da cidades de Milagres, colocou em grupos de Whatsapp, em rádios e após mostrar uma foto de Seu Otavio e em menos de 24 horas, sobrinhas de seu Otávio já tinha iniciado o contato com as parentes.

O reencontro só aconteceu de fato, neste último domingo (24), quando, com apoio do casal Francisco Raimundo e Edna Tavares acompanharam as irmãs Rosa e Socorro, juntamente com filhas e filhos até à cidade de Janduís pra este momento inesquecível.

À nossa equipe, dona Socorro disse estar muito feliz em poder saber que o irmão está vivo "fico muito feliz com esse reencontro depois de tanto tempo saber que Otávio está estar bem", disse com muita alegria Socorro. E disse mais: "Eu achei que Otávio estava morto, mas depois de todo esse tempo, fico muito feliz em reencontrar meu irmão. Agora não vamos mais largar dele", disse a irmã Socorro Emília de Oliveira.

Para Seu Otávio, esse reencontro com as irmãs, sobrinhas e sobrinho foi inesquecível, "foi o melhor presente de Natal que recebi em toda minha vida", disse em tom emocionado, Seu Otávio.
Dona Socorro, Seu Otávio, dona Rosa com filhos, filhas e sobrinha, em momento ímpar 
Casal de amigos (Raimundo e Edna) com os três irmãos

Fonte: Blog FALA RN

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo