Por falta de apoio do Município, Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande terá prejuízo na prestação de serviços públicos

A Delegacia Municipal de Campo Grande vem desempenhando um intenso trabalho em prol da pacificação social e garantia de segurança à população, tendo atingido taxa de resolutividade de 90% dos crimes ocorridos naquele município, conseguindo zerar o acervo de procedimentos atrasados e prestando atendimento ao público que procura aquela repartição pública para apresentar suas demandas em busca de uma solução legal para seus dissídios.

No último trimestre foram mais de 100 inquéritos e 80 TCOs remetidos ao Poder Judiciário. Mais de 120 boletins de Ocorrência foram registrados.

Porém, todo esse trabalho restará prejudicado por falta de apoio do Município daquela edilidade que, embora tenha assinado um convênio de cooperação com a Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado do Rio Grande do Norte, vem tratando com desídia sobre o tema Segurança Pública.

O governo do Estado através da Secretaria de Segurança, vem envidando esforços para suprir as demandas locais, fornecendo armamento, viaturas e capacitação aos policiais, para que haja um reflexo direto na prestação do serviço público.

Durante a celebração da Festa de Santana, padroeira da cidade, toda uma estrutura foi viabilizada pela Secretaria de Segurança, onde com o apoio da Delegacia Móvel e o emprego de 08 policiais civis e 16 policiais militares, foi garantida a tranquilidade do evento, não tendo sido registrado nenhuma prática delituosa.

Resta aos municípios prestar um auxílio, já que o tema "segurança pública" atualmente é de interesse não só da União e Estados, auxílio este que vem sendo negligenciado em Campo Grande, tendo como exemplos o descuido com a alimentação dos policiais, corte de funcionários municipais que auxiliam nas atividades administrativas da unidade policial, descuido para com os agentes de segurança, dentre outros problemas.

Diante de todas as dificuldades, tentaremos dar continuidade às tarefas desempenhadas, salientando à população que haverá um prejuízo enorme caso a situação persista, pois a Justiça começa na Delegacia e sem a Polícia Civil a impunidade prospera.

Todos os municípios mediante convênio contribuem para a segurança com serviço. Campo Grande é o único que vem negligenciando.

Informações colhidas com o Dr. Paulo Nilo, Delegado da Polícia Civil de Campo Grande/RN.

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo