TJRN distribui e instala novos computadores em Campo Grande e em mais 32 comarcas

O Tribunal de Justiça do RN está investindo cada vez mais na área de informática e recentemente adquiriu 1.500 computadores novos para equipar as varas e secretarias do Judiciário potiguar. O esforço faz parte da reestruturação das unidades judiciárias espalhadas pela capital e interior do estado. O investimento de R$ 5,5 milhões tem o objetivo de melhorar as condições de trabalho diário de magistrados e servidores na área de Tecnologia da Informação. Para a distribuição dos computadores, a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) fez um estudo sobre onde estão as maiores necessidades de substituição das máquinas antigas pelas novas.

O investimento segue a linha traçada desde o início da atual administração do TJRN de reestruturar as unidades judiciárias, anunciada pelo presidente da Corte Estadual de Justiça, desembargador Expedito Ferreira, logo em sua posse, no mês de janeiro. Dos 1.500 novos equipamentos, 300 já foram encaminhados para as respectivas comarcas e outros 200 estão sendo transportados para as comarcas de destino.

As sedes de comarcas já beneficiadas são: Natal, Parnamirim, Arês, Extremoz, Monte Alegre, Nísia Floresta, São José do Campestre, Goianinha, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, São José do Mipibu, Mossoró, Alexandria, Almino Afonso, Apodi, Areia Branca, Baraúna, Campo Grande, Dix-Sept Rosado, Janduís, Luís Gomes, Marcelino Vieira, Martins, Patu, Pau dos Ferros, Portalegre, São Miguel, Umarizal, Upanema, Angicos, Assu, Ceará Mitim e Lages. O transporte está sendo coordenado pela Secretaria de Administração do TJRN.

Os outros computadores recebidos pelo Tribunal de Justiça do RN estão passando por testes a cargo da Setic e ainda vão passar pelo tombamento para serem distribuídos. A expectativa, segundo o chefe de seção de Inventário Patrimonial, é que até o dia 11 de agosto todo o interior do estado receba os novos equipamentos. Estevam Rego ressalta que os prédios restantes da capital também devem receber os computadores nesse prazo.

Além dos que vão ser entregues, o Tribunal também separou alguns para ficarem na reserva técnica e suprirem alguma necessidade pontual que possa surgir. “Suprimos grande parte do déficit, mas temos cerca de 40 sistemas judiciais que são pesados e sempre temos que trocar algumas partes, é uma eterna busca para acompanhar o avanço tecnológico”, destacou Estevam Rego, chefe de seção de inventário patrimonial. Segundo ele, após as varas serem supridas, a Secretaria de Informática vai recolher os computadores mais antigos para doação.

No total, dos computadores, que tem garantia de 48 meses, 135 foram destinados à 1ª entrância, 221 para a 2ª entrância e 833 para a 3ª. Os demais foram destinados a setores como Disque Justiça, Contadoria, Núcleo de apoio jurisdicional Fórum Miguel Seabra, Núcleo de apoio jurisdicional Execução Fiscal, Núcleo de Governança, Secretaria Judiciária e reserva técnica.

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo