PRF cumpre mandato contra administrador de Grupo de Whatsapp que avisava de blitz

Agentes da Polícia Rodoviária Federal cumpriram na tarde desta segunda feira (10), no município de Paranatama, mandado de busca e apreensão contra um homem suspeito de ser o administrador de um grupo que divulga informações sobre fiscalizações da própria PRF, PM, DETRAN e AMSTT (Autarquia Municipal de Trânsito de Garanhuns), do aplicativo social Whatsapp.

O Mandado, expedido pela Justiça Federal (23ª Vara-Garanhuns), a pedido do MPF e a partir de investigações da Polícia Rodoviária Federal, determinou o recolhimento do aparelho celular do suspeito em sua residência, uma casa localizada na zona rural do município de Paranatama, para que seja periciado.

A medida, sem prazo determinado, além de averiguar a suspeita sobre o indivíduo, tem como finalidade identificar a participação ativa de outros membros do aplicativo, que tenham difundido informações sobre as chamadas “blitz” e que porventura estejam ameaçando ou prejudicando o trabalho de órgãos de fiscalização de trânsito, crime previsto no artigo 265 do Código Penal, podendo ainda agregar a tipificação de Formação de Quadrilha (Artigo 288 da mesma lei).

A Polícia alerta que a divulgação de pontos de abordagem, aparentemente inofensiva, também contribui para a continuidade de outros crimes, como o tráfico de seres humanos, drogas e armas, bem como a furto e roubo de veículos.

Fonte: PERNAMBUCO NOTÍCIAS

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo