“Eles não foram liberados. Estão com falta”, diz diretor de CDP sobre detentos do semi aberto, presos em Jucurutu

Reginaldo Gomes afirma que não liberou detentos e que eles estão com falta

Fonte: Blog PM Jucurutu – O diretor do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jucurutu, Reginaldo Gomes, procurou o Blog PM Jucurutu para esclarecer a situação de dois detentos do Regime Semi Aberto, que foram presos em Jucurutu, na noite do último domingo, no horário em que deveriam estar recolhidos naquele estabelecimento prisional.

Segundo Reginaldo Gomes, “Carlinho de Antônio de Eliza” e Marciano José Lopes estavam na rua porque, deliberadamente, decidiram descumprir o que manda a Justiça, deixando de ir para o CDP, onde deveriam passar a noite. “Eles não foram liberados. Estão com falta”, afirmou o Diretor.

Carlos Antônio da Silva, conhecido popularmente por “Carlinho de Antônio de Eliza”, e Marciano José Lopes da Silva foram presos no final da noite do último domingo, 19, quando foram abordados por Policiais Militares, e, no interior do veículo em que estavam, foi encontrada uma munição intacta de revólver calibre 38. Minutos antes, havia ocorrido disparos de arma de fogo próximo a uma praça da Cidade, e Carlinhos foi apontado como o autor da ação criminosa.

Ao serem presos, Marciano, que estava sob efeito de álcool, alegou que estaria cumprindo o Regime Semi Aberto, mas que teria sido liberado pela direção do CDP, por causa das chuvas que caíam em Jucurutu, e Carlinhos, por sua vez, mentiu, dizendo que estaria em liberdade, o que foi desmentido pelo próprio Diretor do CDP, o qual afirma: “Carlinhos saiu do Regime Fechado, para o Semi Aberto, faz uns dez dias. Ele passou cerca de três meses preso, por já ter faltado ao Regime Semi Aberto, e agora aprontou de novo”.

Acesse a matéria completa clicando AQUI

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo