Servidores públicos municipais de Apodi acatarão decisão judicial, mas continuarão em greve

Se antecipando a uma liminar publicada em veículos de comunicação ligados a prefeitura de Apodi, os servidores públicos municipais decidiram em assembleia na manhã desta quarta-feira 06, esperar o comunicado oficial ao SINTRAPMA sobre a decisão de ter 70% dos serviços da saúde e educação ativos enquanto continuar a greve, no entanto já traçaram uma estratégia de continuidade da greve mesmo obedecendo a referida liminar.

Com relação a saúde, o sindicato analisou que já existe um limite de pessoal de 80% na ativa, por isso 10% acima do proposto pela desembargadora em liminar judicial.

Com relação a educação o sindicato acatou a proposta da categoria, com um cronograma de retorno das aulas em algumas escolas, mantendo em greve algumas unidades de ensino: Escolas: Verissimo Gama, Lindaura Silva, 12 de outubro, Lourdes Mota, Francisco Targino (parcialmente).

A revolta foi generalizada com relação a atitude do executivo, em mais uma vez judicializar a greve, e os discursos foram inflamados contra o chefe do poder executivo apodiense.

“Vamos esperar o comunicado oficial da liminar, em seguida nos reuniremos novamente em assembleia para deliberar essa proposta, até porque decisão da justiça não se discute, se cumpre, mas com essa decisão cumpriremos o que a liminar determina e continuaremos com nosso movimento ainda mais fortalecido, dando tempo ao nosso setor jurídico para trabalhar essas questões”, afirmou Ozamir Lima presidente do SINTRAPMA.
Fonte: Blog do Josenias Freitas

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo