Mossoroense é mordida por cobra jararaca no sofá de casa

A bombeira civil Francisca Jaqueline da Silva Freire, de 24 anos, foi mordida por uma cobra jararaca dentro de sua residência, no bairro Bom Jesus em Mossoró. O fato aconteceu na manhã desta quarta-feira (06) e chamou atenção pela forma como aconteceu.

De acordo com o Serviço Social do Hospital Regional Tarcísio Maia, para onde ela foi socorrida, a serpente estava embaixo do sofá, na sala de casa. Ao sentar, a jovem acabou sendomordida no pé.

Os familiares socorreram Jaqueline rapidamente ao hospital, mas devido à falta de soro antiofídico, necessário para tratar mordidas de cobras venenosas, ela foi transferida para o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal.

A supervisora do Tarcísio Maia, Elza Gurgel, explicou ao MOSSORÓ HOJE que foi feito contato com todos os hospitais regionais do Estado, mas o soro só foi encontrado em Pau dos Ferros e Natal. A médica, então, optou por encaminhá-la para a capital.

Seu estado de saúde inspira cuidados.
As jararacas são serpentes peçonhentas, bastante comuns no Brasil. Seu veneno provoca necrose e inchaço, que podem comprometer o membro atingido, além de tontura, náusea, vômitos entre outros sintomas.

Os casos de morte da vítima são raros, segundo os médicos, mas podem acontecer se não for tratada rapidamente. Neste caso, a morte é decorrente da baixa da pressão arterial da pessoa, que provoca redução do volume de sangue no organismo, falência renal e hemorragia intracraniana.

Em relatório divulgado recentemente pela Secretaria de Saúde Pública (SESAP), constava que acidentes com animais peçonhentos lideravam os casos de intoxicações em todo o Rio Grande do Norte. Só nos primeiros quatro meses de 2016, cerca de 42 pessoas precisaram de atendimento médico.

Fonte: Mossoró Hoje

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo