Alunos protestam pela falta de Transporte Escolar e abandono das autoridades caraubense

Com a frase: “Transporte Escolar já! Nossos Alunos não Podem mais Esperar”, alunos, professores e gestores da Escola Estadual Sebastião Gurgel, saíram às ruas em protesto contra a falta de transporte escolar, contra o abandono e desrespeito da Prefeitura de Caraúbas e do governo do estado do Rio Grande do Norte.

Depois que a Prefeitura de Caraúbas decidiu não renovar o convênio do Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar com o governo do Estado do Rio Grande do Norte e literalmente lavar as mãos, os alunos de nosso município tem sofrido com a falta do transporte escolar.
A caminhada saiu de frente da Escola Estadual Sebastião Gurgel e seguiu até a prefeitura de Caraúbas, onde alguns manifestaram a sua indignação contra a Prefeitura de Caraúbas que abandonou os alunos do nosso município e contra o Governo do estado que não faz nada para resolver a celeuma.
Desde do dia 15 de fevereiro, quando iniciou o ano letivo que os alunos estão sem o transporte escolar e tem professores que estão dando aula para apenas 4 ou 5 alunos devido à falta de transporte para os alunos da zona rural do município.
“Nós não estamos pedindo de mais, nós estamos pedindo apenas que os nossos direitos sejam espeitados. Eu como pai de aluno e dirigente sindical estou sentindo na pele. Tem alunos que não veio a sala de aula este ano e consequentemente está com o ano letivo prejudicado e em pleno século 21 está acontecendo um desrespeito dos órgãos públicos (municipal e estadual), obrigando alunos, pais e servidos saírem as ruas para reivindicar aquilo que é de direito”, afirmou Ivanildo Pessoa, durante a paralisação enfrente a prefeitura de Caraúbas.

Após a manifestação em frente à Prefeitura, o protesto seguiu até o Fórum, onde na oportunidade a diretora Joema Oliveira, da Escola Sebastião Gurgel, falou dos direitos constitucionais que estar sendo tirados dos alunos do nosso município.
“Hoje os alunos e professores estão saindo de sala de aula para lutarem pelo direito que lhe é constitucional. Então a nossa luta, é pela agilidade, pelo empenho da classe política e que a sociedade possa pressionar os nossos políticos para que haja agilidade na questão dos transportes, pois já estamos no 2º bimestre e praticamente um bimestre inteiro já foi perdido pelos alunos e nós não podemos mais esperar. Esse é nosso apelo, essa é nossa luta”. Afirmou Joema Oliveira diretora da Escola Sebastião Gurgel.
O aluno Alexsandro Sales falou das dificuldades que estar passando para chegar na sala de aula. “Devido a falta do transporte escolar, eu estou vindo todos os dias de carona, chegou tarde, perco aulas; já teve dias deu chegar em casa de 14 horas da tarde, muitas vezes com fome, de baixo de chuva, sol escaldante e não podemos mais aguentar tanto sofrimento e, não só cabe ao governo do estado, mas também, aos nossos políticos e governante municipal tomarem alguma providencia, pois queremos que os nossos direitos sejam respeitados”. Frisou o aluno.
Jeová Oliveira, diretor do Conselho Tutelar de Caraúbas, veio trazer o apoio do órgão para reivindicar junto as autoridades os direitos da classe estudantil de nosso município. “Gostaria de dizer a todos os alunos que estão lutando por uma causa justa, que apesar de vocês não terem procurado o Conselho Tutelar para oficializar esse fato, sei que já é de conhecimento de toda a sociedade, mas o Conselho Tutelar tomando conhecimento do que vinha acontecendo, estamos entrando hoje com um oficio pedindo para promotor chamar a municipalidade e o estado com objetivo de saber realmente quem é o responsável, ou se os dois são os culpados de tudo que estar acontecendo com nosso alunos. Sabemos que esse direito não pode ser negado, pois o artigo 53 do ECA que afirma que o os alunos têm o direito do transporte, de ter um ensino de qualidade e isso não estar acontecendo em nosso município e a partir de hoje vocês pode confiar que o Conselho estará entrando com esse oficio para garantir os diretos e vamos ter reuniões com todos os diretores das escolas estaduais para tentarmos juntos mudar essa situação”. Destacou Jeová Oliveira.
O movimento seguiu até a Promotoria Pública para buscar o apoio do Promotor de Justiça de Caraúbas, Dr. Rafael Silva. Chegando lá, os alunos continuaram com palavras de ordens em busca de chamar a atenção das autoridades do município.
Em frente a Promotoria, o professor Marcos Roberto, que também é Secretário de Cultura do Município, destacou os objetivos da caminhada. “Nossa caminhada hoje tem um objetivo muito claro e tranquilo, que é de reivindicar um direito constitucional, um direito assegurado, como falou o nosso amigo Jeová Oliveira, é um direito garantido pelo Estatuto da Criança e Adolescente, que é o direito a educação, direito ao transporte escolar, direito a merenda escolar e que neste momento estar sendo usurpado de boa parte dos nossos alunos e nós que fazemos a escola Sebastião Gurgel, estamos juntos nesta luta de reivindicar, de cobrar das autoridades o comprimento deste direito”, disse professor Marcos Roberto.

Desde dezembro do ano passado que a Prefeitura de Caraúbas informou ao governo do estado que não iria mais renovar o convenio do transporta escolar e o estado fingindo que estar lutando para resolver essa celeuma. O processo é jogado de secretária para secretário e nada de concreto. As informações é que atualmente o processo foi para a Assessoria Jurídica, voltou para a Procuradoria e na realidade, nada de concreto chega e os alunos continua sem o transporte escolar.

Em Caraúbas, apenas o empresário Juninho Alves, o ex-prefeito Eugênio Alves e o vice-prefeito Ivanildo Fernandes têm lutado para resolver esse problema. Juninho Alves teve até do governo do estado a promessa de 10 dias para resolver a problemática da falta de ônibus, porém, o tempo passou e o governo Robinson Faria mostra a cada dia que realmente não sabe governar e que é incompetente para resolver um simples problema de falta de ônibus escolar. Enquanto isso, a Prefeitura de Caraúbas que abandonou os alunos do município, finge que não é com ela e lavou as mãos. Lembrando que a população não é boba.

Fonte: Icém Caraúbas

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo