Pequenos reservatórios sangram e Açude Itans toma bom volume de água

As chuvas da última semana foram bastante positivas para os reservatórios potiguares, tanto é que já se tem notícia de que açudes de pequeno porte sangrando e, consequentemente, levando água para reservatórios maiores, como é o caso da Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, em Assú, e o Açude Itans, em Caicó.

Com as chuvas dos últimos dias, que chegaram a mais de 100 milímetros no Seridó potiguar, o Itans tomou 1.152 milhão de metros cúbicos de água, um aumento de 32 cm até a manhã desta quinta-feira (31).

O aumento do volume do Itans foi possível por conta da sangria de duas barragens menores do municipio de Ouro Branco, são elas: A Barragem de Zé Pedro e a Manoel de Brito.

O reservatório possui 81,7 milhões de metros cúbicos de capacidade total e está com volume de 1,2 milhão, pouco mais de 1,58% de sua capacidade.

O engenheiro agrônomo Eduardo José de Faria informou que só na semana passada o açude aumentou 30 cm em seu volume. Nesta semana, 2 cm.

"A tendência é que daqui para amanhã aumente mais porque pequenos rios da região sangraram, então, a água deve chegar ainda aqui no Itans", explica.

O Departamento Nacional de Obras Contras as Secas (DNOCS), de Caicó, monitora 13 reservatórios da região do Seridó e Trairi.
 
Segundo Faria, outros reservatórios do Seridó também tomaram um bom volume de água. Como é o caso do Caldeirão de Parelhas, em Parelhas, Sabugi, em São João do Sabugi, e o Dourado, em Currais Novos.

Faria explica que alguns pequenos açudes da região de Caicó ainda não foram monitorados porque estão em um nível muito baixo e a régua, utilizada na medição, não alcança. Mas, na próxima semana, a medição será feita através de outro aparelho.

o entanto, a boa notícia é que pequenas açudes como o Mamões, em Equador, e a Barragem Pedra Lavada, em Jardim de Seridó estão sangrando e desaguam em reservatórios maiores.

No caso da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o aumento foi de 59 centrímetros, de uma capacidade total de 2,4 bilhões de metros cúbicos. A barragem subiu de 18% para 21% de água, é o que informou o técnico Francisco Cândido, do Dnocs, de Assu. Por outro lado, o açude Medubim, também em Assu, não tomou nenhum volume de água.

Chuvas

Como foi divulgado pelo MOSSORÓ HOJE nesta quarta-feira (30), a Empresa de Pesquisa e Agropecuária (EMPARN), prevê chuvas para os próximos dias.

De acordo com o metereologista, as chuvas foram acima do esperado para o período, levando em consideração que o período chuvoso está terminando. O fenômeno é explicado pela Zona de Convergência Intertropical (ZCI), principal responsável pelas "precipitações pluviométricas".

Fonte: Mossoró Hoje

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo