'Não tomava anabolizantes', diz pai de fisiculturista que morreu após treino em Natal

"Ela não tomava anabolizantes. Ainda não sabemos o que pode ter provocado isso". As afirmações são de Ricardo Albuquerque, tenente-coronel aposentado da Polícia Militar do Rio Grande do Norte e pai da fisiculturista Alicia Bibianni Costa, que morreu na noite deste domingo (6) depois de mal subido após um teino em uma academia de Natal. Alicia tinha 29 anos e deixou dois filhos.

Ricardo Albuquerque é presidente da Comissão Estadual de Arbitragem (Ceaf). Ele lembrou que a filha havia passado por uma cirurgia de redução de estômago antes de ser tornar atleta. "Ela não usava anabolizantes. Era amante do próprio corpo. Como dentista, tinha conhecimento do mal que os produtos químicos podem causar. Alicia teve uma infância com sobrepeso, fez cirurgia bariátrica há alguns anos, depois que chegou a pesar 112 quilos. Isso foi após a gravidez do segundo filho dela, 5 anos atrás. Ultimamente, tinha uma vida saudável", ressaltou.

O corpo de Alicia Bibianni será velado durante toda a tarde desta segunda-feira. O enterro está marcado para as 18h, no Cemitério Morada da Paz, em Emaús, na Grande Natal.

Alicia Bibianni Costa estava treinando e sentiu dores abdominais. Ela foi socorrida, mas sofreu duas paradas cardíacas no hospital. Segundo a Polícia Militar, ela foi socorrida ao Pronto-socorro Clóvis Sarinho e, em seguida, levada para o Natal Hospital Center. Lá, Alicia sofreu duas paradas cardíacas e não resistiu.
Além de fisiculturista, Alicia era dentista (Foto: Arquivo pessoal)

Fonte: G1 RN

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo