Ronaldo, o "que onda é essa mermão?", é assassinado a tiros em Natal

A Polícia registrou mais um crime de homicídio na noite deste sábado (23) em Natal. Desta vez, a vítima é uma figura que ficou conhecida em todo o Estado após ser preso por furtar desodorantes e ter concecido uma entrevista a TV Ponta Negra. Nela, Ronaldo, sob efeito de drogas, satirizou o repórter várias vezes com a frase “que onde é essa, mermao?!”.

O crime ocorreu na Avenida Felizardo Moura, na comunidade conhecida como Favela do Mosquito, no Bairro das Quintas, em Natal, e vitimou um homem identificado como Ronaldo Cordeiro de Morais, 18 anos.

Ronaldo Cordeiro, recentemente, havia sido liberado do flagrante e ganhou a liberdade. Ele que tinha uma tatuagem no peito dizendo “157”, que é o número do artigo no Código Penal que descreve o crime de assalto a mão armada, chegou a buscar um nova estilo de vida longe dos crimes. Ele estava vendendo iguarias na praia para ajudar a mãe e já tinha sonhos de trabalhar com carteira assinada, segundo familiares ao 190rn.

A imagem do Sagrado Coração de Maria substituiu o símbolo do crime que ele carregava no peito. Ronaldo dizia que era uma homenagem para a mãe.

Ele morava com a esposa e a filha nos fundos da casa dos pais, em um cômodo de menos de 20 metros quadrados. Mas na noite deste sábado, Ronaldo foi surpreendido por criminosos que atiraram pelas costas e o executaram em via pública. Ele chegou a ser socorrido pelo pai, Samuel Pereira de Morais, ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu e morreu.

A morte de Ronaldo também surpreendeu quem acompanhou sua história de superação. “Infelizmente o crime não perdoa. Não é fácil sair”, disse um amigo da vítima em entrevista ao 190rn.

Informações do 190 RN

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo