Família desconfia que houve negligência médica na morte de criança de Apodi/RN

A família do pequeno Matias Emanuel Rodrigues Ferreira, de 2 anos e 6 meses, desconfia que falha médica pode ter culminado na morte da criança na manhã desta quarta-feira (20) em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte/RN.

Matias Emanuel é apodiense e sofreu uma forte pancada na cabeça ao escorregar no seu próprio xixi na noite de terça-feira (19) na sua residência. Na ocasião, ele foi socorrido ao Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi, e transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.

A criança apresentava quadro de sonolência e vômitos. Em conversa com o MOSSORÓ HOJE, o tio do garoto, Marcílio da Costa, contou que a criança chegou ao Ponto Socorro do HRTM apresentando sonolência, vômitos, mas consciente. Os médicos solicitaram exames de tomografia para avaliar a gravidade do dano.

Como no HRTM o tomógrafo está quebrado desde novembro do ano passado, Matias Emanuel passou a noite no Hospital aguardando para fazer o exame na manhã de quarta-feira, 20, no Hospital Wilson Rosado. O SAMU tentou transferir a criança para fazer o exame, mas ela apresentou quadro de instabilidade.

O SAMU teve que sair rapidamente para averiguar duas pessoas vítimas de tiros no bairro Santo Antônio. Quando retornou, o quadro de saúda da criança estava mais estável e foi levado para o exame no Hospital Wilson Rosado.
Após a realização da tomografia no Hospital Wilson Rosado, o médico que o atendeu no Hospital Regional Tarcísio Maia informou que havia um pequeno sangramento, mas que a criança estava bem e a família podia ficar despreocupada.

“Como é que um médico faz isso? Como é que alguém sofre uma forte pancada na cabeça, fica provocando, muda totalmente seu semblante e está tudo bem?”, indagou ele inconformado com a situação.

Marcílio relatou que, antes de morrer, o pequeno Matias apresentou manchas pelo corpo e entrou em coma. Em seguida, sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

A família ainda levantou a possibilidade de levar a criança para algum hospital particular, mas os médicos insistiram que o garoto estava bem.

“Foi muito rápido. O Matias não estava bem. Eu da minha parte acredito que houve falha médica. Não é possível!”, concluiu a entrevista com semblante de indignação e angústia.

O corpo da criança passou por necropsia na sede regional do ITEP e foi levado para Apodi, onde deverá ser sepultado na manhã de quinta-feira (21) no cemitério Parque da Saudade.

O MOSSORÓ HOJE refez, junto a médicos e funcionários do hospital, o caminho da criança desde a pancada na cabeça até a sua morte, e descobriu que a demora na realização da tomografia e a falta de agilidade técnica dos médicos podem ter sido cruciais na tragédia.
- Ao sofrer a pancada, foi levado imediatamente para o hospital de Apodi, sonolento e apresentando vômitos (sinais graves que houve danos);
- Recebeu o primeiro diagnóstico e foi encaminhado para Mossoró;
- Em Mossoró, passou 13h no HRTM aguardando a realização da tomografia no Hospital Wilson Rosado, por que o equipamento do HRTM está quebrado;
- Quando iria ser transferido para fazer a tomografia no Hospital Wilson Rosado, estava com quadro instável, sendo necessário mais um pouco de tempo para poder ser transferido. Neste intervalo a ambulância do SAMU precisou se dirigir a outra ocorrência;
- Após quase uma hora e meia depois a mais de espera, o garoto foi transferido e realizou o procedimento no tomógrafo do Hospital Wilson Rosado;
- De volta ao HRTM, foi encaminhado ao Centro Cirúrgico para ser avaliado o risco cirúrgico e realizar uma cirurgia;
- Não houve mais tempo.

A equipe de reportagem conversou com o diretor do Hospital Regional Tarcísio Maia, Jarbas Mariano, para saber se há previsão de conserto do tomógrafo. Ele falou que o Governo do Estado prometeu comprar dois aparelhos novos, um para o HRTM e outro para o Hospital Regional do Seridó. Até lá, os exames vão continuar sendo feitos no Hospital Wilson Rosado, através de transferência em ambulâncias do SAMU.

Um dos caminhos que deverá ser seguido pela família é a Justiça.

Fonte: Mossoró Hoje

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo