Prefeito de Campo Grande anuncia medidas para enfrentar a crise financeira e a recessão

O prefeito municipal de Campo Grande/RN, Bibi de Nenca anunciou nesta quarta-feira, (09/12), uma série de medidas para enfrentar a crise econômica e financeira e o quadro de recessão que vêm assolando o nosso país e que está refletindo negativamente nos municípios, principalmente na redução da receita municipal.

Os ajustes vão desde a redução em 20% dos subsídios do prefeito, vice-prefeito, e de 10% para secretários, coordenadores e demais cargos de chefia, que já havia sido anunciada anteriormente.

Na manhã desta quarta (09/12) o prefeito Bibi esteve reunido na Secretaria Municipal de Educação com representantes do Conselho Municipal do FUNDEB para anunciar uma série de ajustes que precisam ser implementados, haja vista as constantes quedas de repasses do Governo Federal, sendo que em dezembro as receitas vieram com uma redução de 26% o que dá um total de cerca de R$ 50.000,00 a menos. 

Participaram desse encontro o vice-prefeito, Grimaldo Gondim, o ex-procurador do município de Campo Grande, o advogado Edmar Vieira, o secretário municipal de Educação, Raniere Moreno, e o tesoureiro da PMCG, Israel Santyago Gadelha, a quem coube fazer um diagnóstico da atual situação financeira do município no que concerne a receitas e despesas da educação, para os presentes. Ao final da reunião ficou acertado para a próxima sexta-feira (18/12) um novo encontro para definir quais medidas deverão ser colocadas em prática visando a diminuição de gastos, haja vista que as despesas estão superando as receitas.

Da secretaria municipal de Educação, o prefeito Bibi de Nenca se dirigiu para a sede da Prefeitura Municipal, onde se reuniu com o secretariado municipal para anunciar outras medidas visando a contenção de gastos e o equilíbrio financeiro municipal. Entre as medidas estão o cancelamento das festas do Natal das crianças, e do Réveillon da cidade. Bibi de Nenca também anunciou a paralisação de obras que haviam sido iniciadas, como as das salas de aula da Escola M. Prof. Joaquim Leal Pimenta. Entre as obras atingidas com a contenção de recursos está a do novo Cemitério Público Municipal, obra essa já licitada, e que será custeada com recursos próprios, mas que devido à queda de arrecadação, o nosso gestor achou mais prudente suspender temporariamente o início da mesma.

A redução no consumo de combustíveis, e na contratação de veículos e serviços, também estão entre as medidas enumeradas pelo nosso gestor. 

O prefeito Bibi de Nenca disse que infelizmente não gostaria de tomar tais medidas, mas que devido ao atual cenário financeiro desfavorável com quedas bruscas de receitas do FPM, e em virtude do quadro de recessão que se encontra o nosso país, está cortando na própria carne para que não haja nenhum prejuízo para a população campo-grandense, visando a garantir que os serviços essenciais, como saúde e educação, não venham a serem atingidos nesse momento.

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo