Campo Grande avança 135 posições no ranking do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal e fica em 22º lugar no RN

Campo Grande saltou da 157º posição para o 22º lugar em comparação com os demais municípios do Rio Grande do Norte no Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal

O município de Campo Grande avançou do ano de 2008 para o ano de 2015 135 posições no índice firjan de desenvolvimento municipal (IFDM), saltando da 157º posição para o 22º lugar em comparação com os demais municípios do Rio Grande do Norte, um feito fantástico que está sendo muito comemorado pela atual gestão. Inclusive o prefeito Bibi de Nenca falou em sua página social no Facebook da alegria e satisfação em virtude do surpreendente avanço que o nosso município conseguiu ao longo dos últimos anos, logo a seguir segue o texto do prefeito Bibi de Nenca(...)

Bom dia! É com grande satisfação e imenso orgulho que comunico aos meus conterrâneos a evolução do nosso município no ranking do Desenvolvimento Municipal do Rio Grande do Norte. Segundo estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, divulgado nessa quarta feira, nosso município avançou da posição 157o. no ano de 2008 para a posição 22o. no ano de 2013, referente ao índice FIRJAN DE DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL. É um avanço significativo, pois foram 135 posições conquistadas no período de 05 anos, numa demonstração inequívoca de que as ações administrativas implementadas nesse período foram fundamentais para a melhoria do desenvolvimento do nosso município e consequentemente para a qualidade de vida de nossa população. Humildemente, compartilho dessa alegria com todos aqueles que contribuíram para alcançarmos essa grande conquista. CAMPO GRANDE, MINHA TERRA, MEU ORGULHO.
Sobre o IFDM 

O IFDM – Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal – é um estudo do Sistema FIRJAN que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego & renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Metodologia

Sua metodologia possibilita determinar, com precisão, se a melhora relativa ocorrida em determinado município decorre da adoção de políticas específicas ou se o resultado obtido é apenas reflexo da queda dos demais municípios.

Desde 2014, a metodologia do IFDM foi aprimorada para captar os novos desafios do desenvolvimento brasileiro para esta nova década. O principal incremento foi situar o Brasil no mundo. A nova metodologia buscou padrões de desenvolvimento encontrados em países mais avançados, utilizando-os como referência para os indicadores municipais. Outro ponto importante foi a atualização de metas e parâmetros nacionais. Neste caso, o ano de referência deixou de ser 2000 e passou a ser 2010.

Leitura do IFDM

De leitura simples, o índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto (0,8 a 1) desenvolvimento. Ou seja, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade.

Mais informações sobre IFDM de Campo Grande estão disponíveis em:
http://www.firjan.com.br/ifdm/consulta-ao-indice/ifdm-indice-firjan-de-desenvolvimento-municipal-resultado.htm?UF=RN&IdCidade=240130&Indicador=1&Ano=2013

© WWW.CGNAMIDIA.COM - 2010/2016. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por: D'Creative Agência Digital
imagem-logo